• Página Inicial
  • Ano Letivo
  • Artigo de Opinião

Miguel Geraldes

Educar para a Saúde e Atividade Física


 

Miguel Geraldes

Professor de Educação Física  

 

“Assim, uma pessoa com uma vida fisicamente ativa, será capaz de realizar atividades do seu quotidiano muito mais facilmente. Sermos fisicamente ativos, faz-nos viver ao invés de sobreviver e é nesse sentido que trabalhamos todos os dias no Departamento de Educação Física da nossa Escola”

 

 

 

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), ser saudável é "um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doença". Se nos cingirmos a esta definição, parece óbvio que o exercício físico é bom para a saúde.

O corpo humano foi concebido para se mover e, portanto, requer exercício regular para se manter funcional e evitar ficar doente. Um estilo de vida sedentário tem demonstrado ser um fator de risco que potencia o desenvolvimento de inúmeras doenças crónicas, incluindo doenças cardiovasculares, que são das principais causas de morte no mundo ocidental. Por outro lado, levar uma vida fisicamente ativa produz inúmeros benefícios físicos e psicológicos. Existe uma relação direta entre a atividade física e a esperança média de vida, pelo que as populações fisicamente ativas tendem a viver mais tempo do que as inativas.

O organismo humano, como consequência do treino físico regular, apresenta modificações morfológicas e funcionais nos seus diferentes aparelhos e sistemas a que chamamos adaptações, que tornarão possível prevenir ou retardar o aparecimento de certas doenças e melhorar a nossa aptidão física.  Além disso, as pessoas que realizam exercício físico têm uma sensação de bem-estar, quer a nível físico quer psicológico, o que indica que para além de mais tempo, quem é ativo têm uma melhor qualidade de vida.

Assim, uma pessoa com uma vida fisicamente ativa, será capaz de realizar atividades do seu quotidiano muito mais facilmente. Sermos fisicamente ativos, faz-nos viver ao invés de sobreviver.

A disciplina da Educação Física tem um papel fundamental para o desenvolvimento de hábitos de vida saudáveis em crianças e adolescentes. Mas afinal, o que é a Educação Física? A atividade física é um qualquer movimento realizado que gera um gasto calórico, não implicando qualquer tipo de planeamento. Já a Educação Física é uma atividade e disciplina curricular que implica a prática de atividade física planeada e estruturada com vista a corresponder da melhor forma as necessidades de cada aluno. 

Os programas de Educação Física nas escolas oferecem uma oportunidade de proporcionar atividade física de qualidade a todas as crianças e de lhes desenvolver competências e ensinar os conhecimentos necessários para estabelecer e manter um estilo de vida ativo. Os professores de Educação Física avaliam os conhecimentos dos alunos, as suas capacidades motoras e sociais, e fornecem instrução num ambiente seguro e de apoio. Com base na sequência de aprendizagem, a Educação Física não deve ser comparada ou confundida com outras experiências de atividade física, também muito importantes.

Um programa de Educação Física de qualidade, como é o caso no Instituto de Ciências Educativas, oferece oportunidades de aprendizagem para todos, estimulando a inclusão, a socialização e o trabalho em equipa, tudo isto integrado dentro da prática de atividade física devidamente planeada e estruturada.

  

Redes Sociais