• Página Inicial
  • Ano Letivo
  • Artigo de Opinião

Nuno Fonseca

Uma lição permanentemente conquistada


 

Nuno Fonseca

Professor de Expressão Dramática  

 

Como nos dizia Fernanda Montenegro, “O Teatro e a Educação devem caminhar em conjunto; educar não é só ensinar a ler e escrever; é ensinar a pensar e sentir o mundo de outras formas”. E é aí que eu acho que o ICE está na linha da frente, apostando num ensino variado que, impreterivelmente, inclui o ensino das artes, do teatro, da música, dando aos seus alunos a possibilidade de experimentarem várias áreas e de beberem um pouco de cada uma, estimulando o seu espírito criativo e sentido crítico.

 

 

 

O Dia Mundial do Teatro é sempre uma boa altura para reflectir sobre a importância do teatro e da cultura na nossa sociedade.

O teatro é a única expressão artística que consegue conter em si todas as outras expressões artísticas, e tem uma grande tradição em Portugal. Apesar de uma decrescente afluência às salas, é uma arte que se mantém ainda bem viva e que emprega, satisfaz e entretém muita gente. Apesar disto tudo, vivemos num país que atribui menos de 1% (0,21%, concretamente) do Orçamento de Estado para a cultura, o que sentencia a maior parte dos artistas e trabalhadores da cultura a uma vida permanentemente precária…

Como é que eu acho que podemos combater isto? Exactamente através da educação! Como nos dizia Fernanda Montenegro, “O Teatro e a Educação devem caminhar em conjunto; educar não é só ensinar a ler e escrever; é ensinar a pensar e sentir o mundo de outras formas”. E é aí que eu acho que o ICE está na linha da frente, apostando num ensino variado que, impreterivelmente, inclui o ensino das artes, do teatro, da música, dando aos seus alunos a possibilidade de experimentarem várias áreas e de beberem um pouco de cada uma, estimulando o seu espírito criativo e sentido crítico.

O teatro ajuda-nos a perspectivar, a pensar o mundo de outra forma, a observar o que nos rodeia, mas também a escutar as nossas inquietações. O teatro é um lugar de aceitação, de igualdade, de partilha, de introspecção e reflexão, de empatia, e que vive das relações humanas dos seus intervenientes. O teatro vive da matéria dos nossos sonhos e dá-lhes um espaço concreto.

Para mim o teatro não é nunca uma obra finalizada. Ao contrário do cinema, onde os planos ficam gravados, o teatro é uma casa que se constrói todos os dias do princípio, e à qual todos os dias se acrescenta um bocadinho novo.

Há dias faleceu uma das maiores referências da cultura nacional, o actor, dramaturgo, encenador e cineasta Jorge Silva Melo, uma personalidade inquieta, que em 1999 disse numa entrevista, “O teatro não é uma lição sabida, mas sim uma lição permanentemente conquistada.”, e é em total concordância com este pensamento, que me sinto orgulhoso de fazer parte de um projecto educativo que promove a constante inquietação dos seus alunos. Acredito que estamos a cultivar as sementes certas.

Mais do que um feliz Dia Mundial do Teatro, desejo a todos um ano cheio de idas ao teatro, a exposições, ao cinema, a concertos, festivais, etc. A cultura é segura e precisa do nosso apoio, mais do que nunca!

  

Redes Sociais