• Página Inicial
  • Notícias

ICE participa amanhã na Competição Nacional A Empresa Virtual

A um dia da Competição Nacional A Empresa Virtual que este ano conta pela primeira vez com uma equipa do nosso Instituto, fomos falar com Henrique Mourão, o CEO do projeto Zeepal, projeto que conquistou um lugar entre os 25 finaliastas deste ano do Programa A Empresa da Junior Achievement Portugal (JAP).   O Henrique que sonha ser empreendedor, é o CEO de um projeto que pretende mudar as práticas pouco sustentáveis da população em relação ao consumo de plástico e que procura representar Portugal na Company of the Year Competition 2020 [virtual competition], a Competição Europeia do Programa A Empresa, que vai acontecer online entre os dias 22 e 24 de julho.

Para chegar até à final, o projeto dos alunos do nosso Instituto, apurou-se nas diversas fases do concurso que este ano contou com a participação de 7000 alunos espalhados por equipas de 570 escolas de todo o país

ICE - Henrique, a dois dias da grande final como estão os ânimos do grupo?

HM - A equipa está bastante entusiasmada com a próxima fase uma vez que agora “é a sério”. Estamos a preparar a entrevista o melhor que podemos com todos os dados que achamos fundamentais, mas à medida que se segue em frente na competição, mais e mais detalhes são pedidos e isto de criar uma empresa revela-se um desafio enorme com obstáculos em todas as direções. Acreditamos no nosso potencial e estamos confiantes para a entrevista mas aquele nervosismo insiste em não ir embora.

ICE - Como surge a ideia da Zeepal e porquê a aposta neste tipo de projeto?

HM - A ideia, foi inicialmente uma resposta a um projeto da escola, mas levamos as coisas para outro nível de dificuldade quando pensamos em fazer algo que como o que é agora o Zeepal. O tema da sustentabilidade e da poluição é bastante abordado e a própria Junior Achievement valoriza bastante projetos que verifiquem essas características. Desta forma, em vez de tentar resolver uma parte do problema, a nossa equipa foi ao cerne da questão.

ICE -  Mas afinal de contas, o que é a Zeepal?

HM - O Zeepal é um material ainda em estado de desenvolvimento que tem como objetivo substituir alguns tipos de plástico e embalagens de cartão para que assim possamos de forma significativa diminuir a poluição e a desflorestação. Apesar de ainda estar em desenvolvimento, fomos capazes de criar um primeiro protótipo com propriedades bastante promissoras (flexível mas com alguma consistência) com a professora do ICE Margarida Silva que se mostrou disponível para nos ajudar nesta fase desde o primeiro minuto.

ICE - Como foi o momento em que souberam que tinham chegado à final?

HM -  Quando o nosso nome foi anunciado como um dos 10 escolhidos foi uma grande surpresa porque pensavamos que se tinham esquecido de nós. Antes de apresentarem as equipas vencedoras, foi pedido a todos os grupos que fizessem um resumo muito curto da sua ideia e iam passando de escola em escola. Quando chegou o ICE pediram às duas outras equipas que o fizessem mas não nos pediram a nós o que nos fez pensar que nem sequer tinham visto o nosso trabalho. Quando ouvimos o nosso nome (segundo a ser anunciado) foi naturalmente um momento bastante feliz e eufórico.

ICE - Acreditam que podem vencer?

HM -  Todo o nosso trabalho em cada uma das fases foi com o objetivo de chegar o mais longe possível e nesta etapa não será diferente. Acreditamos no nosso potencial mas sabemos que não podemos lançar foguetes antes da festa porque existem naturalmente ideias muito boas nesta competição.

ICE - O vosso grupo surgiu apenas para este trabalho? COmo foi feita a delegação de tarefas da restante equipa?

HM- O grupo foi formado só para este trabalho. Já era colega de todos os membros mas dois deles nunca tinham sequer estado na minha turma. Aproveitamos o facto de estarmos juntos nas aulas de “Ciência Política” para trabalhar e fiquei bastante surpreendido com a dinâmica incrível que o grupo revelou ao longo da elaboração do projeto. Em relação à divisão de tarefas foi tudo bastante simples. Uma vez que temos um membro do curso ciêntífico humanístico, dois membros de ciências socioeconómicas e dois membros do curso ciências e tecnologia, a divisão das tarefas foi feita de maneira relativamente natural.

ICE - Sendo um grupo de amigos, achas que isso ajuda ou dificulta a tarefa?

HM - A confiança é um fator importante quando se trata de projetos deste tamanho e o facto de podermos estar apenas focados na nossa parte do projeto porque temos confiança naquilo que os restantes membros vão fazer é sem dúvida um fator diferenciador. O ambiente mais descontraído (uma vez que estamos entre amigos) também tornou algumas fases da competição bastante mais fáceis.

ICE - Qual a importância de participarem neste tipo de projetos?

HM- Este projeto tem uma importância enorme na minha opinião porque temos a oportunidade única de desempenhar as funções que iremos um dia exercer mas numa idade bastante mais nova e podemos perceber se é de facto aquilo que queremos fazer.

A final acontece já amanhã e pode ser acompanhada em direto aqui (https://www.facebook.com/juniorachievement.portugal/)!

Boa sorte Zeepal!

 

 

 

 

No ICE estamos todos a torcer por vocês!

Redes Sociais